Manguito rotador

A dor no ombro constitui a segunda maior queixa que leva os pacientes a procurar um consultório ortopédico, perdendo apenas para a dor lombar. Dentre as causas de dor no ombro, a maioria é referente às doenças do manguito rotador (MR), destacando-se as roturas dessa estrutura musculotendínea. Em razão da dor e da limitação funcional que causa nos pacientes (o ombro é peça fundamental no posicionamento da mão no espaço), pode acarretar prejuízo nas atividades habituais, esportivas e profissionais. Dessa forma, é imprescindível que o ortopedista saiba diagnosticá-la e tratá-la de forma correta.

A lesão do manguito rotador tem relação com o envelhecimento ?

A lesão do manguito rotador tem incidência variável na população.
Estudos anatômicos em cadáveres demonstram sua presença em 5 a 20% dos ombros dissecados. A idade também representa fator importante: cadáveres com menos de 60 anos apresentam lesões em 6% dos ombros, enquanto aqueles com mais idade apresentam lesões em 30%. A rotura parcial é mais frequente em indivíduos jovens e a completa, em idosos, por causa do caráter degenerativo. A rotura parcial apresenta o dobro da incidência em relação à completa.

O que é o manguito rotador ?

O manguito rotador é formado pela confluência dos tendões dos músculos supraespinal (SE), infraespinal (IE), redondo menor (RME) e subescapular (SUB). Estes atuam como uma unidade, apresentando interdigitações entre si e também com a cápsula e o ligamento coracoumeral. Ele abraça 2/3 da cabeça do úmero como se fosse uma coifa e, além de reforçar a cápsula articular a ele aderente, mantém, dinamicamente,  a cabeça do úmero aposta à rasa cavidade glenóide.

Quais as causas de lesão do manguito rotador ?

Os fatores causais podem sem distribuídos em fatores intrínsecos e extrínsecos. A principal causa é degenerativa, ou seja, decorrente do envelhecimento e desgaste do tendão. Existem outras causas menos frequente como o trauma repetitivo e trauma súbito após uma queda de própria altura.

Quais os sintomas da lesão do manguito rotador ?

A dor no ombro e parte lateral do braço é muito comum. Os sintomas costumam piorar a noite ao deitar. Dificuldade para pentear o cabelo e pegar um objeto no alto são queixas frequentes.

Como é feito o diagnóstico da lesão do manguito rotador ?

Após uma historia clinica e exame físico detalhado o diagnóstico pode ser confirmado por exame de imagem (ultrassonografia e/ou Ressonancia magnética). A ressonância possui maior precisao no diagnóstico e ajuda o cirurgião no planejamento da cirurgia.

Quais os tipos de lesões do Manguito rotador ?

As roturas dos tendões do manguito rotador podem ser classificadas em lesões parciais ou completas.

Como é o tratamento das lesões do manguito rotador ?

O tratamento das roturas do MR depende da sua espessura (parcial ou completa), do seu tamanho (extensão), da idade e do tipo de atividade do paciente, não esquecendo que pendências trabalhistas podem interferir no resultado final. As possibilidades terapêuticas podem ser divididas não cirúrgica e cirúrgica.

Conservador ( Sem realizar cirurgia )

O tratamento conservador é indicado nas roturas parciais e nas roturas completas em pacientes com baixa demanda funcional ou sem condições clínicas para realização da cirurgia. Tem como objetivos combater a dor, restabelecer a amplitude de movimentos e fortalecer a musculatura estabilizadora e depressora da cabeça do úmero.

  • Retirada dos fatores de risco causadores da rotura.
  • Analgesia e medidas anti-inflamatórias: uso de analgésicos simples ou opioides; utilização de anti-inflamatórios não hormonais orais e hormonais por via sistêmica (intramuscular); infiltrações do espaço subacromial com corticosteroides – devem ser usadas com parcimônia e quando forem absolutamente necessárias, em razão da ação deletéria sobre a estrutura dos tendões; uso de meios fisioterápicos e acupuntura.
  • Restabelecimento da amplitude de movimentos articulares (exercícios passivos e ativos)2.
  • Fortalecimento do manguito rotador para restaurar o mecanismo depressor da cabeça do úmero (exercícios isométricos, isotônicos e de coordenação motora)2.

O tratamento conservador deve ser mantido por, no mínimo, 3 meses, podendo se prolongar na dependência da melhora apresentada pelo paciente.

Cirúrgico

O tratamento cirúrgico é indicado para pacientes nos quais o tratamento conservador não foi efetivo, nas roturas completas do manguito em indivíduos com alta demanda funcional e naquelas de origem aguda/traumática.

Pode ser realizado por via aberta ou artroscópica e consiste basicamente nos seguintes procedimentos. O resultado final, a longo prazo, obtido com os dois métodos (aberto e artroscópico) é semelhante, entretanto, existe vantagem no método artroscópico pela menor agressão ao deltoide, pela menor morbidade e reabilitação pós-operatória mais rápida. Atualmente, a preferência é pela técnica artroscópica.

×