Cotovelo Doloroso



Diversas doenças podem ser a causa de dor no cotovelo e o diagnóstico diferencial é essencial para um correto tratamento. Nesse artigo, serão explicados brevemente as principais causas de dor no cotovelo.

    Epicondilite lateral
    Síndromes compressivas
    Instabilidade do cotovelo
    Plica sinovial posterolateral
    Doença de Panner
    Osteocondrite dissecante do capítulo
    Síndrome de sobrecarga radiocapitelar
    Fraturas ocultas (cabeça do rádio ou capítulo)
    Artrose do cotovelo

Epicondilite lateral

A epicondilite lateral é a causa mais comum de dor no cotovelo. Mas não é a única. Muitos casos podem ser diagnosticados como epicondilite ou a mesma pode coexistir com outras doenças.

A epicondilite lateral é causada por um processo inflamatório e degenerativo nos tendões que originam os músculos extensores do antebraço, mas especificamente no extensor radial curto do carpo. A dor é comumente aguda e intensa, dificultando os movimentos de extensão do punho e dedos (esticar). A dor é 1 cm distal à metade do epicondilo lateral, com piora à extensão resistida do punho.

O exame de ultrassom apresenta acurácia variável, com muitos exames falso positivos. A ressonância magnética apresenta maior acurácia e também auxilia no diagnóstico diferencial. No entanto, não é utilizada de rotina e não apresenta correlação direta com a gravidade da dor.
a) Local da lesão da epicondilite lateral B) Local mais comum de dor

a) Local da lesão da epicondilite lateral B) Local mais comum de dor
Síndromes compressivas

Na região do cotovelo e do antebraço, alguns nervos podem ser comprimidos, causando dor ou perda de função (que pode gerar diminuição de força). Dentre as síndromes compressivas, destacamos abaixo aquelas que comprometem o nervo radio, responsável pela extensão do punho e dedos.
Trajeto do nervo radial no cotovelo e antebraço e locais de possível compressão

Trajeto do nervo radial no cotovelo e antebraço e locais de possível compressão
Nervo radial

O nervo radial se ramifica em 2 nervos próximo ao antebraço: nervo interósseo posterior (responsável pela parte motora, ou seja, os movimentos) e nervo radial superficial (responsável pela sensibilidade)

Os nervos podem ser comprimidos por diversas estruturas, tumores ou por movimentação repetitiva de rotação do antebraço. As principais causas estão listadas abaixo:

    Variações anatômicas (um músculo espesso, por exemplo)
    Arcada de Frohse (uma arcada no músculo supinador)
    Ramos da artéria recorrente radial (“Leash of Henry”)
    Lipomas ou tumores
    Cistos radiocapitelares
    Bursite bicipital

Compressão dinâmica (pronosupinação repetitiva)

O diagnóstico é realizado pelo quadro clínico e exame físico. As características da compressão de cada nervo está resumida abaixo.

Síndrome do interósseo posterior

    Perda de força da extensão do punho e dedos

Síndrome do túnel radial

    Dor difusa na parte dorsal do antebraço
    Sem perda de força
    Piora com movimentos de rotação do antebraço (pronosupinação)

O diagnóstico diferencial da síndrome do túnel radial com epicondilite é difícil:

    As doenças podem coexistir
    O papel do exame do exame de eletroneuromiografia é controverso
    A ressonância magnética pode demonstrar: edema no trajeto do nervo e atrofia muscular
    A dor é mais distal ao epicondilo lateral (cerca de 6 cm)



×